Hemorroidas externas [SAIBA TUDO SOBRE ELAS]


COMPARTILHE AGORA MESMO

Você sabe o que são hemorroidas externas?

Bom, basicamente se tratam de alguns pequenos nódulos, pequenas protuberâncias e saliências que acabam se desenvolvendo na região do ânus, isso que pode acontecer mediante algum problema genético ou força superior. Pelo fato de ser um assunto delicado e íntimo de se lidar, muitos pacientes só vão procurar um médico mediante uma dor incessante, ou até mesmo quando ocorrem sangramentos constantes em suas fezes.

As hemorroidas aparecem principalmente naqueles pacientes que sofrem de prisão de ventre ou tem uma dieta rotineira sem um bom índice nutricional. Sim, a má alimentação e o baixo consumo de líquidos também podem desencadear esse tipo de problema.

O desenvolvimento dessa doença se dá quando as veias que circundam a região anal passam a ficar sobrecarregadas, de modo que surgem na região nódulos que podem levar a sangramentos.

Normalmente, os sintomas mais comuns e aqueles que mais levam os pacientes até seus médicos são:

  • Dor antes, durante e depois de defecar;
  • Coceira, ardência e até mesmo a presença de muco na região anal;
  • A presença de bolinhas nódulos e uma pele protuberante na região que compõem a região externa do ânus.

Na ocorrência disso, os médicos especialistas recomendam a lavagem com água e sabonete neutro, com uma secagem bem feita do local. Isso evitará que bactérias tomem o ânus mediante a umidade, causando inflamação ou infecções graves.

Hemorroidas externas

Tratamentos para hemorroidas

Tanto para as hemorroidas internas, como também para as externas, existem tratamentos e procedimentos que possuem o objetivo de aliviar, diminuir e até curar por completo o problema. Em um dos procedimentos manuais realizados, o paciente pode tentar introduzir a protuberância surgida no ânus, sempre com o dedo devidamente limpo e higienizado.

No caso de dores agudas, o médico pode prescrever o uso de analgésicos específicos para o caso em questão, determinando ao certo o período que este deve ser tomado. Além disso, é de suma importância que o paciente mantenha uma dieta saudável, evitando o consumo de álcool e até mesmo de alimentos condimentados ou mesmo apimentados.

Na presença de sangue ou pus na região, o profissional médico geralmente indicará o uso de vasoconstritores, assim como a aplicação de gelo para aliviar a inflamação e também a dor. O uso de anti-inflamatórios também é frequente.

No caso dos sintomas continuarem fortes e incomodando o paciente mesmo após todas essas medidas, deve ser atentar à possibilidade da realização de uma cirurgia para a retirada por completo desses nódulos da região anal do paciente.

Principais causas da hemorroida externa

Hemorroidas externas

Diversos hábitos e condições podem levar ao desenvolvimento desse tipo de problema, e por isso é importante se manter em alerta para minimizar os riscos da doença.

Confira o que pode causar a hemorroida externa:

  • Má circulação de sangue no corpo;
  • Inflamações recorrentes no ânus;
  • Obesidade;
  • Realização de tarefas físicas em excesso, como musculação por exemplo;
  • Prisão de ventre;
  • Relaxamento ou desgaste de fibras que se encontram no esfíncter anal;
  • Gravidez e parto natural;
  • Consumo em excesso de bebida alcoólica;
  • Alimentos muito apimentados e ácidos;
  • Baixo consumo de água;
  • Faixa etária acima dos 50 anos é mais propensa;
  • Sedentarismo;
  • Pré-disposição genética para a doença.

Como prevenir o surgimento das hemorroidas externas

Talvez você esteja se perguntando: existe cura para as hemorroidas externas? Bom, a resposta é sim, existe maneira de curar por completo esse problema, tanto em seu modo externo como também em sua forma interna.

Ao procurar o médico, possivelmente ele indicará o consumo de analgésicos, anti-inflamatórios e medicamentos próprios para o combate do problema, sempre levando em consideração as peculiaridades de cada caso.

Juntamente desse tratamento, o paciente deve buscar uma vida mais saudável, com uma dieta nutricionalmente rica e com um consumo abundante de água, além da prática frequente de exercícios físicos.

Confira algumas dúvidas frequentes sobre as hemorroidas:

A presença de sangue nas fezes é um sinal de hemorroida?

Sim, pode ser. Isso ocorre devido ao excesso de vasos obstruídos na região do ânus, porém, vale ressaltar que pode ser indicativo de outros problemas, como fissuras anais, fístulas, pólipos, diverticulites e etc.

Há risco de morte devido às hemorroidas?

Não, as hemorroidas não podem levar o paciente à morte. O que normalmente ocorre são dores intensas, sangramentos e o impedimento de tarefas simples do dia a dia, como correr, sentar e andar.

A gravidez é um período comum para o surgimento das hemorroidas?

Sim, com total certeza. Nessa fase, comumente o corpo se encontra com um sobrepeso incomum, e além disso, a circulação de sangue tende a diminuir consideravelmente nos órgãos que se encontram na região abaixo do ventre.

Nesses casos, o que deve ser feito são exercícios leves, para que o organismo permaneça ativo. Alimentação saudável, com uma boa ingestão de fibras, legumes, verduras, frutas e água também são importantes para prevenir a doença.

Ah, evite o consumo de alimentos exageradamente gordurosos, apimentados e demasiadamente ácidos neste período de gestação.

Pomadas aliviam a coceira na região anal no caso de hemorroidas?

Use a pomada prescrita pelo médico em questão, essa possibilitará o alívio da dor e também da coceira.

Lembre-se que a área deve ficar bem limpa e seca, para que infecções e inflamações não vem a aparecer.

No caso da persistência dos sintomas, não hesite em procurar novamente um médico, pois só ele pode indicar o tratamento que deve ser feito para o alívio do problema. Nunca se automedique e não vá ao médico somente após uma dor intensa.

No caso de sangramento em demasia nos nódulos que apareceram no ânus, busque imediatamente um médico especialista, para que novos desconfortos não vem aparecer. As hemorroidas são um problema sério e podem comprometer enormemente a sua saúde e bem estar. Dessa forma, mesmo que se trate de um problema íntimo e um tanto constrangedor, não deixe que isso venha a lhe inibir de procurar um médico.

O profissional da saúde está preparado para esse tipo de situação e somente ele poderá lhe indicar o caminho ideal para a resolução do seu problema.

Deixe uma resposta